sábado, 2 de junho de 2018

Harmonizados - Poema do Casamento


Harmonizados

Agora
Na paz pascal de casal aliançados
Fruímos a união da carne e do espírito
Sob os auspícios e mangueiras do Deus agricultor

Agrimensor, cujo cetro-cajado estendeu-se pelo parco
Tempo de nossas vidas, e mediu o tempo
– a nós tão tardo – de findar a nossa dor

Moça-símile-de-sinfonia
Jardim de hibiscos, primavera alongada
Pelo que alto habita, sementeira
A mim confiada

Crisântemo de ágape, anêmona do ar, pulsar
Tesouro que encontrei na ilha triste de meu degredo
Adaga que me rasgou o segredo, a face

Caravela de minha fuga, te amei
No momento em que olhei-te, trêmula
E como muda, no shopping dos obtusos

Jerusalém que sequestrei, minha fuga, agora navegamos
E pelo mapa bíblico do céu triangulamos
Latitudes do que é feliz, longitudes do que é serviço

Nautas postos & depostos aos pés do Númen
Agricultores & artífices de adagas prontos à toda obra
Por Aquele que se lembrou de nós naquela ilha,
YOTZER MEOROT, o Criador dos Luminares.


Sammis Reachers

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...